sábado, março 03, 2012

O QUE PORTUGAL DEVE AO SPORTING

Há que dizer isto com frontalidade: um dos maiores paradoxos da transição do século XX para o XXI é o de ter sido o Sporting a segregar os maiores futebolistas em números e qualidade [Figo, Cristiano, Quaresma, Simão, Moutinho...] com evidente impacto global, portanto mediático, portanto económico, e estar hoje a lutar pelo quarto lugar, tendo recuado de promover pacientemente outros jovens com potencial futebolístico semelhante. Para além disso, 370 milhões de passivo exigem sobre o relvado uma raiva e uma garra que agarrem públicos e rocem títulos ou os conquistem. Sá, com todos os defeitos do sangue ao ebulir a baixa temperatura, não tem saída. Entretanto, o pragmatismo do FC Porto, ainda que nos dê títulos, não nos dá quase nenhuma referência nacional, o que é mau. «'Por qué?'»

Sem comentários: