domingo, março 04, 2012

SE ANGOLA REJEITA O ACORDO ORTOGRÁFICO

E tu, Edviges, poupa-nos esse ar
de quem vai sovar Francisco José Viegas.
... e Timor e São Tomé e Príncipe e Moçambique e a Guiné Bissau e Cabo Verde e Macau, então ele não tem qualquer valor entre nós, Edviges. Não acredito que a monstruosidade contorcionista e abolicionista da força etimológica no Português ortográfico — que cultivámos e consolidámos em oitenta anos(?) de experiência e bom senso —, monstruoso delírio a que se chama Acordo [unilateral] Ortográfico, represente para os autores portugueses qualquer espécie de reforço ou sequer o consolidar de um lugar no mundo com «alargamento e penetração potenciados». Não só não acredito como discordo. Por acaso o Inglês UK capitulou perante o Inglês USA ou será que os britânicos se submeteram à variante do Alabama?! É provinciano e decadente que o nosso cálculo de ganhos e perdas nos moribundos negócios livreiros tradicionais planetários passe pela rasura dos últimos vestígios etimológicos que ainda nos homologam às demais línguas da Europa Ocidental. A batalha pela nossa afirmação mundial ganhar-se-á pela identidade defendida e pela qualidade extraordinária que os que escrevemos possamos alcançar. O Aborto Ortográfico descaracteriza a Língua e instaura uma Babel dupligráfica, entre outras aberrações corrosivas e desarmoniosas, perfeitamente dispensável. Morra o Aborto, morra. Pim!

5 comentários:

Anónimo disse...

Aí tantos livros! Que intelectual ela é! Espera, são só manuais, afinal não passa de um professoreca. Também fiz parte desta associação da treta, até ver que apoiavam a TLEBS e o AO. Não paguei nem mais uma quota.

floribundus disse...

julgava que era alguém da luta livre feminina.
até vale tirar olhos, sobretudo os traseiros.
os alentejanos já não podem escrever cartêra, lête, cafei

Bic Laranja disse...

Tem uns bracinhos jeitosos para carregar sacos de compras.

celeraman+ disse...

Conheça o idioma falado pela Presidente Rousseff, do Brasil, já amplamente conhecido como Dilmês.

Eis, quem sabe, a razão de se emprender tamanho esforço contra a Língua Portuguesa.

celeraman+ disse...

Aceite minhas desculpas, mas acabei fazendo o comentário e esquecendo-me de citar o endereço eletrônico de um pronuncimanento oficial da Presidente Rousseff, o qual ilustra muito bem esta minha posição.

http://www.youtube.com/watch?v=4wLUMxs1R84&feature=player_embedded