sexta-feira, agosto 10, 2012

ZITA EMBARAÇA PCP

Não percebo os exegetas políticos do PCP. Não seria mais prudente amplificar menos as revelações de Zita Seabra, tendo em conta anos de cavalar sabotagem político-económica em Portugal?! Apesar de ser ainda novo, lembro-me perfeitamente que o PCP desses anos evocados era muitíssimo diferente do actual, na linguagem e nos métodos. Sim, valia tudo. Nesse contexto, onde os sonhos hegemonistas e fidelistas ao vaticano-Kremlin tudo autorizavam, putativas escutas acopladas a aparelhos de ar condicionado seriam até pecados menores.
l
Adenda: Leio, entretanto, este post no A Terceira Noite, e percebo mais a fundo a fonte de todo este folhetim. Fico, e comigo certamente milhares de consumidores domésticos de informação, à espera que Zita Seabra contradite ou confirme a insinuação abusiva de Mário Crespo. De uma forma ou de outra, dormiremos sempre bem com isto.

2 comentários:

Anónimo disse...

Vale tudo neste país. A Zita Seabra tem um livro que abre de 5 em 5 anos com revelações espantosas, mas quando questionada sobre casos concretos "não sei". Mas para os seus acéfalos seguidores isso não importa. É para bater no PCP... tudo serve. O pior é que estas tentativas absurdas tem o efeito contrário. Quem pensa pela sua cabeça, percebe que não é inocente nesta altura do campeonato... este tipo de coisas. É natural, quem explora vive disto. Que pena, ver a imagem de Jesus Cristo, num sítio destes, é caso para dizer, que não se Lhe podia fazer ofensa maior, do que utilizar a sua Imagem, para transmitir de forma mentecapta as mentiras que são inventando ao sabor das conveniências.

Já agora para ajuda, o PCP tinha também uma empresa de autoclismos, que estava em todo o lado. Há um ficheiro enorme da Soeira Pereira Gomes, com conversas de wc em todo o país. Qualquer dia a coisa explode, ao estilo wikileaks.

Santa Paciência. Ai Jesus tão mal tratado és.

floribundus disse...

Zita nunca se libertou do comunismo tal como o seu amigo Pacheco.
conhecem a merda por dentro.
nunca soube quem era o Crespo. vi-o chorar na libertação de Mandela; é amigo do 'faquiú'