domingo, agosto 12, 2012

UNS DORMEM. OUTROS MATAM-SE

Uns dormem o sono da santa bebedeira. Outros suicidam-se miseráveis, transtornados, desesperados. Furtaram? Roubaram? Pagam por isso. Só os que o fizeram à escala do Porcalhão Parisiense, escória de outro quilate, vivem para rir de nós e desses pobres de Cristo. Um dia haverá Justiça. Terá de haver.

Sem comentários: