segunda-feira, setembro 10, 2012

DO FREQUENTE EXIBICIONISMO DA HUMILDADE

Até poderia criar mil minutas, a sensibilidade é diminuta: «O anúncio de medidas de austeridade feito pelo primeiro-ministro ao entardecer de sexta-feira, antes de um jogo de futebol, é uma tragédia. Não é o seu primeiro nem último acto, é a tragédia em curso. Tratá-lo com ligeireza, como o Governo fez, é transformá-lo numa comédia. Confessar que custa muito dar estas notícias, vitimizando-se, é transformá-la numa farsa. Infelizmente, o primeiro-ministro padece desse frequente exibicionismo da humildade, condói-se da sua missão. Mas o problema não é esse.» Pedro Santos Guerreiro

Sem comentários: