quinta-feira, setembro 06, 2012

ESTAR TRISTE, PASSAR FOME E FESTEJAR GOLOS

A patetice veio para ficar, no planeta futebol nacional. Para tanto, bastou o espirro mediático de Ronaldo. Em Espanha, multiplicam-se as ironias e as paródias. Em Portugal, o vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Humberto Coelho, com umas mensagens para dentro do balneário, vai prevenindo a eventual comoção nacional, caso os golos da Selecção não sejam convenientemente festejados pelos jogadores. Está tudo doido. E se estes estrategos da Cidade do Futebol e do nosso bem-estar emocional à conta dos golos me transferissem cinco euros para comprar uns pães?!

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.