quarta-feira, setembro 12, 2012

MAIS DO MESMO

«Há muitos anos, quando António Guterres já só procurava um pretexto digno para se demitir do cargo de primeiro-ministro e passar a pasta a um sucessor qualquer, disse que Portugal só mudaria sob a pressão de um choque externo. Foi preciso o país ser conduzido até às fronteiras da insolvência para se assistir à chegada de uma oportunidade em que só havia duas escolhas: mudar de caminho ou cair no abismo. Até agora, mudou o abismo. Quanto ao caminho, começa a ser mais do mesmo.» João Cândido da Silva

Sem comentários: