sexta-feira, novembro 02, 2012

MUITO HOLLANDE AOS QUE NÃO CHUPAM MERKEL

Grandes imbecis, quem vos subsidia para imbecilizar
e inutilizar manifestações justas?!
Ao nome da chancelerina alemã, Angela Merkel, muitos e muitas se horrorizam: a austeridade imposta por ela aos Países do Sul é injusta, excessiva e até ao momento desastrada. Concordo. Pagar, porém, é mesmo uma inevitabilidade nossa, e quanto mais depressa melhor. Mas mesmo a retórica mais bem fundamentada contra a estratégia sonsa de Berlim esquece o facto de que quem emprestava, emprestava porque havia quem pedisse emprestado para ganhar eleições, para embolsar comissões, para dominar opiniões, os media, caríssimos assessores de imagem e charla, tudo o que mexesse e fosse possível comprar, como um pequeno-almoço com Luís Figo. Sim, porque dos noventa mil milhões supostamente injectados na economia portuguesa a partir de 2005, não sentimos nada nem no crescimento, sempre raquítico, nem numa justa repartição de riqueza porque nós, desempregados, precários, mal pagos, não estamos à boca dos Orçamentos, como os Bancos, as Construtoras e outros grupos de pressão até ao momento bem sucedida. Agora que a esperta senhora, também ela ciosa das suas eleições, vai estar em Portugal, a 12 de Novembro, para uma visita que visa mostrar a solidariedade, confiança e apoio, por parte da Alemanha, aos esforços de Portugal no cumprimento do programa de ajustamento assinado, meu Deus, dr. Soares!, com a Troyka, é possível que apanhe com os cus da imagem supra. Não gostam, pois, da Troyka, da sra. Merkel, do Mundo cruel e competitivo?! Por que não pedem dinheiro, desafogo, palmadinhas nas costas ao sr. Hollande?!

2 comentários:

Floribundus disse...

caras de cu, 'engolem a palhinha'

Anónimo disse...

Ideia para manifestação...Ter uns bons milhares de manifestantes vestidos com trajes nazis, a dizer bem alto "Hail Merkel" e a levantar a mão direita. A imprensa (nacional e internacional) ia adorar!