terça-feira, maio 14, 2013

A CONVERGÊNCIA

«Algumas das medidas anunciadas na última semana por Passos Coelho vão no sentido correcto e revelam coragem, em particular as que apontam para a convergência entre regimes do sector público e privado. Em nome do princípio da igualdade, os juízes do Tribunal Constitucional não deixarão, certamente, de as aplaudir. Mas, além das fundadas dúvidas quanto à sua implementação - são já visíveis as movimentações dos lobbies mais poderosos para garantirem o habitual tratamento de excepção - as medidas chegam com dois anos de atraso e são francamente insuficientes.» André Azevedo Alves

Sem comentários: