terça-feira, maio 07, 2013

MANOBRAS DE DIVERSÃO PARA TROYKA VER

«O Documento de Estratégia Orçamental (DEO), já suspeitávamos, era sobretudo um plano de emergência financeira, para os próximos três anos, para levar o país até Junho do próximo ano, até à saída da ‘troika'. Sem qualquer estratégia digna desse nome, mas com o objectivo de capturar cortes de despesa para responder a uma ‘troika' que esgotou a sua paciência não só em relação ao Governo, como ao próprio Vítor Gaspar, que já não convence (quase) ninguém. Mas é pior, só serve para levar a sério este ano, mais, só serve mesmo para enganar a ‘troika' até à realização do Eurogrupo nos dias 13 e 14 de Maio, até ao fecho da sétima avaliação e à renegociação dos prazos de reembolso dos empréstimos europeus. Como Paulo Portas deixou claro na sua comunicação ao país, para 2014 e 2015, seja o que Deus quiser e a senhora Merkel deixar.» António Costa

Sem comentários: