segunda-feira, agosto 28, 2006

Sarpar













Ancorarei ainda
à beira-praia,
o rosto em mansa luz, oscilantes aquosos rebrilhos,
na fatigada renúncia
de reembarque e remo.

Ao rumor vivo do sossegado marulho ondulante,
cadência de embalo,
pousarei a senecta mão na memória,
revisitando afectos.

E terei certezas de Porto,
afagos de Fé Forte
para a última e íntima
enxárcia
donde aparelhe
Vela.


Yehoyaquim Santos

13 comentários:

OLHAR VAGABUNDO disse...

ancorei junto ás tuas palavras e música...
abraço vagabundo

Cristiano Contreiras disse...

Nas âncoras-da-vida, tudo é porto ou segurança, tudo é esperança e sentires intensos e plenos.

abraços

Anónimo disse...

Oq dizer de tão sentidas palavras?
Belíssimas, querido!

Beijinhosssssssss

MaRy disse...

ax vexex ax pexoax n vixitam por bm max xim por mal e ox xizes e ax abreviaturax xao normaix pk pexoax da nha idd xcreve axim É A MODAA max xe vixitaxte o meu blog por bm eu n me importo... é melhor parar kom extax xenax n axax???

Maria disse...

Venho agradecer a tua visita ao meu blog, o teu comment carregado de uma verdade dura e elogiar este teu espaço profundo de sentimentos genuinos.
bjs

FreeCyprus disse...

Joaquim, I'm glad you're learning...I am learning as well.

Hopefully...we are all learning.
Do come back anytime

Roy Frenkiel disse...

Grande Joaquim, e GRANDE poesia...

Rita Contreiras disse...

Portos seguros esses onde a poesia impera! Grande abraço.

Susan Jones disse...

I am sorry I don't write your language.
Beautiful photography!!!
I wish I could understand your posts! Thank you for visiting my site.
Susan from Canada

sonho disse...

Na nossa vida existe sempre uma ancora que nos salva!

Beijoquitas Di

Ash disse...

Beautiful boat!
Thanks for visiting my blog Joshua.
The Portugese culture is still very much present in Goa...

Unknown disse...

Zarpar !!!
Uma palavra mágica para mim, sinónimo de partir para novos mares, novas aventuras, novos rumos do imaginário...

http://pirat-downunder.blogspot.com/

Anónimo disse...

Afagos de fé forte...um
apelo ao amor.










Querido Joaquim.
...bom dia.