sexta-feira, agosto 19, 2011

JESUS E A PRIMEIRA PEDRA

Seria preferível que Jesus não atirasse a primeira pedra em nome do Benfica. Era melhor que não fosse por aí. Ok, a grande penalidade não existiu... Mas para quem tanto falhou e tanto errou ou simplesmente dado o mérito colossal do FCPorto na época anterior, seria de absoluta prudência que o novo Benfica, absolutamente sul-americano, mostrasse primeiro serviço e resultados, coisa que o empate (2-2) com o Gil Vicente não deixa augurar. Fartos dos golos irregulares do Benfica e da tanga nota artística está a Liga portuguesa. 

1 comentário:

floribundus disse...

o indio nunca atira pdras,
só 'bumerangues'