quarta-feira, outubro 04, 2006

MANSO SEQUESTRADOR












Sem gritos de sangue,
sem armas na mão
ou a mão enquanto arma,
sem qualquer violência,
este turco, que se diz cristão,
foi pirata aéreo por um momento:
tinha uma mensagem para o Papa
e pediu asilo a Roma por objecção de consciência
ao serviço militar num país muçulmano.

Já não estávamos habituados a tanta placidez.


Joaquim Santos

2 comentários:

Rita Contreiras disse...

Passando pra deixar um abraço.

José Manuel Dias disse...

..ou a importância de ser "notícia"...
Abraço