quarta-feira, agosto 29, 2007

VIVA GALES! VIVA A CHINA E O TIBETE!


Viva o País de Gales!
Viva a China e o Bangladesh e, já agora, o Tibete e o Nepal!
A Nação Portuguesa também me enche de orgulho.
Sou um daqueles patriotas firmes, mas desesperadamente desiludidos.
E tudo porque o Estado Português é um Filho da Puta.
Somente o Estado Português para me fazer o que tem feito:
uma literal e completa liquidação mediante uma acção zarolha e sistemática das Finanças.
Somente o Estado Português para tentar, por todos os meios,
destruir-me como pessoa e indivíduo
brincando a cobranças completamente abusivas e indevidas e de uma retroactividade tão longínqua como inimaginável,
vistas zarolhamente só de um lado zarolho.
Por isso mesmo, caros concidadãos e cidadãos do mundo,
considero o Estado Português além de uma Pessoa Jurídica que não é de Bem
o maior Filho da Puta que se pode conceber e ainda pior que isso.
Abomino-o. Execro-o. Quero que se foda e se dane.
Eu vou processar o Estado Português.
Eu vou responder à letra ao Estado Português.
Eu vou ridicularizar o Estado Português
actualmente em campanha contra os indivíduos
de quem se serve e a quem jamais serve como deveria.
Eu vou verberar o Estado Português por estar a esmagar os indivíduos.
Eu vou denunciar o Estado Português pelos seus imaginativos abusos
contra os indivíduos, mediante uma esperta perseguição ao trabalho,
ao parco fruto do trabalho, pelo esmagamento da Pessoa comum,
pela destruição exasperadora da Pessoa comum.
Dêem-me um pescoço violentador que eu possa apertar furiosamente
e não chegará à fúria que me merece o pescoço sem-vergonha
do Estado Português.

3 comentários:

antonio ganhão disse...

Pelo caminho não te esqueças de votar. De votar em quem mais pode incomodar estes f.p.

MagudeMagude disse...

Bela prosa, da realidade nua e crua deste Estado!!!
A esperança, há-de renascer das cinzas - qual fénix!!!
Até lá, temos de engolir
este "sistema", com os seus videirinhos!!!

quintarantino disse...

Votar? Em quem possa incomodar quem? A resposta é não votar. Estamos como diria Garrett, se o cão (que somos nós) não foge, fazem-no barão enquanto lhe gamam a carteira... o problema é para onde porque o fazem visconde... serve isto para dizer, que já votei assim e assado mas que a merda é sempre a mesma. O melhor mesmo é colocar as putas no poder, porque os filhos já eram!