terça-feira, abril 19, 2011

FUTRE, DIVERTIDA MÁQUINA DE LUCRAR

Futre é assunto todos os dias. Corre por aí que veio reensinar-nos a sorrir. Esta crise, este caos, esta falência, podem abrir oportunidades novas, refrescar-nos a alma e dar-nos recomeços. Se é ele que no-lo inspira, dê-se-lhe estátua, comenda e condecoração: «O país despertou para Paulo Futre, mas o antigo craque explica que há muito faz intervenções semelhantes em Espanha. E também faz publicidade. "Aqui tenho feito algumas coisas, a última foi para a Rexona. Já fiz publicidade para a Gillette, no Mundial estive num anúncio para uma casa de apostas, e já nem me lembro das outras marcas pelas quais dei a cara. Em Espanha é normal, fui sempre assim, tive mil polémicas com o Atlético de Madrid, que era a equipa mais polémica do mundo. As pessoas já estão habituadas. Aí já não me conheciam", disse o empresário, director desportivo na lista de Dias Ferreira para o Sporting. [...] Agora quer aproveitar o boom mediático para publicar a sua biografia. "É um livro polémico, com escândalos. Estava a ser preparado quase há dois anos. Vai ser lançado brevemente", confessou. E sinceramente, concluímos, estava à espera de tanta atenção? "Tinha de ser criativo. Sabia que ia ser uma bomba. O país estava a chorar e consegui meter tudo a rir. Só fiquei triste por os gajos [jornalistas] terem escrito que eu estava a inventar. Sou cronista do melhor jornal desportivo do mundo, a ''Marca''. Não posso inventar histórias!" Não inventou, mas reinventou, quase que por acaso, a sua imagem em Portugal. Agora podem continuar a gozar, que ele vai recolher os lucros. É a vingança do ''chinês''.» Pedro Miguel Neves

Sem comentários: