quinta-feira, maio 31, 2007

COLHÕES, COSTA E COSTURA


Será que a moderação e a tolerância são bens perecíveis,
sujeitos ao prazo iogurtesco de consumo,
antes que o bolor absolutista se afirme?
Assisto à política nacional (ao baile de máscaras por Lisboa)
como a um jogo de xadrez.
Rainha Roseta.
Negrão Torre.
Ruben Bispo.
Costa Peão, cada peão, todo o peão, linha avançada, lançada em onda,
onda a queimar. Costura-se por Lisboa!
As peças comem-se. Assediam-se, derrubam-se.
Tombam.
Costa é uma jogada última, sutura má ao grande rasgão de carácter
no pano velho, esperadamente velho, socrático.
A falta de convicção Costa, de força moral Costa,
bebe-se a largos tragos, estragos
indeléveis de um governo inovador
na arte de ser maioria,
manipulando a informação a seu favor, nos silêncios e nos ruídos,
carregando muito no balão de hélio do sorriso-imagem,
controleirando tudo, dinamitando os grupos profissionais
com as misturas químicas, cabras, da discórdia,
bovinizando ainda mais um povo-gado dócil que tanto subestima. Tanto!
çjçkj
Só que a informação, grande ironia, está já completa e apetitosamente na nossa mão:
bloga-se primeiro, jornaliza-se depois, o mais das vezes.
A blogocidadania tem hoje os governos e os partidos,
nos seus tiques absolutos e biombos de aparências,
nas suas manobras de perpétuo autofavorecimento intrapartidarizante,
pelos colhões.
Já não era sem tempo!
Falta é um maciço acordar das gentes!

5 comentários:

~N~ disse...

Nice Blog.. tons of stuff to look at it :)

Cheers,
N

~N~ disse...

Nice Blog.. tons of stuff to look at it :)

Cheers,
N

Anónimo disse...

Saludos del Metal-downloads.blogspot.com

Buen trabajo, aunque yo no hablo portugués y me dificulta la lectura del blog. Me encantaría que hubiera un link para su traducción al inglés o al español.

Muchas gracias.

carneiro disse...

"bovinizando ainda mais um povo-gado dócil que tanto subestima. Tanto!"

Caramba! Que bem que você escreve.

Sofia Melo disse...

Excelente, joshua. parabéns
Saudações!