quinta-feira, janeiro 03, 2008

ANTÓNIO NUNES AINDA E OUTRA VEZ


Ouvi atentamente António Barreto,
e li o que foi escrevendo sobre o papel castrador da ASAE,
ressumando de tudo ser este organismo uma espécie de Balão-de-Teste
para outros endurecimentos fiscalistas e punitivos
sobre a vida das pessoas ulteriormente a implementar.
lkj
Não vou pronunciar-me agora
sobre a célebre fumarada no Casino pela mulher de César-António Nunes
e o modo como malabaristicamente a justificou.
lkj
Mas o que este Testa-de-Ferro podia era, dada a sua visibilidade e responsabilidades,
fiscalizar-se a si mesmo enquanto emissor de enunciados na língua de Camões:
pela SICN ouvi-lhe,
enquanto comentava livremente a Lei, uns «aonde» (por em que ou na qual)
com valor impróprio de Complementos Circunstanciais de Lugar,
sendo que aonde exprime 'movimento para' e não 'posição estática',
assim como um calamitoso «interviu», por interveio,
o que, para tanto rigorismo higiénico e até legaleiro a dar brado em Portugal,
equivale a uma queda abrupta
do prestígio e autoridade 'inquestionáveis' da sua devastadora acção 'saneadora'
e bancarrotante de imensos portugueses
com lixo,
com ratos,
com fora-de-prazos
apanhados a dormir, lá aonde se come e bebe e fumava,
esfarrapando-se o Incontornável Homem
pela ribanceira escarpada da Língua
em gumes de fragas.
Ó Tono (Nunes), diz-me como falas, dir-te-ei «é melhor não».

2 comentários:

quintarantino disse...

Josh, a coisa é assim, os gajos convidaram-no para, à pala, tainar e passajar o anito lá no casino. Só que, sacripantas que são, puseram uma condição: o amigo fuma uma cigarilha.
Coitado, mas só lhe disseram isto quando já ia a meio de uma lagosta e de uma D. Perígnon... ó Josh, e ainda por cima lhe disseram: fuma ou paga. Chantagem! Reles... não se faz... olha lá, então agora o António plagia-te copiando-te e pastezidando-te?

joãoeduardoseverino disse...

Interviu? O Nunes deve passar o tempo a ver as tipas nuas daquela revista espanhola Interviu...