sábado, janeiro 05, 2008

DAKAR DE CARAS: LÓBI FRANCÓFONO ATACA DE NOVO


A inviabilização, à última da hora, do célebre Rali Algures-Dakar
embora fundamentada nas mortes francesas recentes na Mauritânia
e nas ameaças da Al Quaeda,
tem, apesar de tudo, contornos nebulosos, muito mal explicados,
de que não se poderá descartar jogadas dos modernos oportunismos lobisticos.
Constituindo um golpe económico letal na presente Organização,
poderá o Evento ser depois restaurado de novo em Paris,
recolocando Paris no lugar mediático que, nesta matéria, lhe será devido.
lkj
Toda a gente quer agora imitar o extraordinário anfitrionismo turístico socratino.
Os políticos europeus, vendo o exemplo português,
quererão promover le fromage et le vin locais o mais que possam,
colocar as suas capitais no centro o mais que possam
já para não falar em novas e ousadas tácticas de activação turística promocional
da Central-Mezzo-Europe-du-Centre.
O tempo urgia. A competição é feroz.
çlkj
E Sarkozy, pergunta o Pedro Sales, tem-nos ou não?
Onde pára a sua bravura? Bruni-eclipsou-se?
Tudo é estranho, muito estranho.
Afinal a Europa tem medo. Muito medo, afinal!

4 comentários:

antonio ganhão disse...

Eu acredito que o lobby Francês teve algo a ver, mas não é para nos roubar o Dakar (embora também). Na realidade Sarkozy treme de medo sempre que lhe falam no Sócrates e vai fazer tudo para o deixar mal visto...

Manuel S. Fonseca disse...

Joshua,
Por norma não alinho em teorias da conspiração. Basta-me o facto de Sarkozy (cuja dinâmica até agora apreciei) ter capitulado face à ao vôo sombrio da Al Qaeda. Não é de bom augúrio para o universalismo europeu. Mas quem mais perde é o continente africano que fica mais longe da globalização,mais isolado e pobre como sempre.

quintarantino disse...

Lá essa de o Sarko os ter ou não, pelos vistos, agora quem pode responder é a Carla...

Márcio disse...

Também achei que isto vai muito além de ameaças, por mais perigosas que sejam...