sábado, janeiro 12, 2008

NÃO ENXOVALHAR NINGUÉM? FOI ISSO O QUE ME PEDISTE?


Pedes-me cada coisa, meu amigo!
Quando iniciei entusiasmado este Caminho, tão aberto a todos os Possíveis,
limitaste-te a dizer-me avaramente que não fosse eu enxovalhar alguém.
E não soubeste dizer mais nada, meu amigo PetrificadoPétreo!
Mais nada!
Deves ser feito de Anedota, meu amigo, e o teu Coração de Pedra
só pode estar oco e podre, meu amigo. Ou então pesa-te ler Além! Ir Além. Arriscar!
E não lês porque não amas. E não vais porque não Amas, tão frívolo.
lkj
Porque se eu aqui me estorci de dor, de penúria, de sede e de fome,
se fui lendo e vendo e sentindo, ainda mais agudamente,
de que velhas injustiças novas se faz o Mundo,
se não andei a Falar de Restaurantes nem de Ceias nem de Pândegas,
se não traí de Luxo nem de Ócio, nem de Omissão o meu País,
com Deleites Desses não me compram nem podem!,
mas Falei de asperezas contra os pequenos, cretinices contra os pequenos,
malfeitorias contra os pequenos, se andei e ando Pequeno entre os Pequenos,
se sofri com o meu País-Autómato, Passivo, Sucumbido, e disso aqui escrevi e escrevo,
é porque não urdo nada na sombra, com que te habituaste a urdir tudo
contra quem nunca conheceste, compreendeste e aceitaste integralmente,
meu amigo de Pedra.
lkj
Tu, um viciado em Falsear o Olhar dos Outros contra quem te convém que se falseie.
Tu, sempre na sombra a sintetizar o teu veneno e sem coragem de estar Só,
como eu,
assumidamente Só, contra ou a favor, mas Só, nas minhas Causas e nas minhas Dores,
tu não estás preparado para o Grande Crivo que há-de vir, meu amigo de Pedra!
Nunca poderias querer saber realmente de mim, ou de uma Causa,
a tua causa única és tu triunfante a fazer de Bobo,
porque nunca quiseste realmente saber de Cristo,
nem no Seu despojamento mortal,
nem no Seu resplandecer Divo, meu amigo.
lkj
Por isso, teoriza lá sobre os falsos amigos como quiseres
e demonstra a tua tese negra de mim como entenderes. Influencia a teu contento!
Quem tiver ouvidos para ti, ouvir-te-á como ao fumo de um cigarro convicto enquanto aceso.
Em vão me esconderás o que engendra abortivo o teu coração inseguro! Sei-o de cor.
Dói-me que, afinal, me não conheças. Dói-me que me tenhas abandonado.
E daí não dói!
Porque a Verdade é que estou Só
e, na minha Língua, estar Só é estar Pronto para o que der e vier.

8 comentários:

KImdaMagna disse...

Estar comigo é um contrário de solidão.
Existe um heróoi do ytempo presente, do seu tronco magoado brotam sangue e palavras. Tem como troféu uma flor murcha, desfazendo se em pó.
Concordo contigo( em pleno) estar só é ESTAR PRONTO.
Sabe bem palavrossavrvsrexamente aguilho ar me, mantém me desperto.

Robin Hood disse...

Li-te no Silêncio Culpado e venho dar-te os parabéns pela pessoa que encontrei na pele dum professor destroçado pela frieza e incompetência do nosso sistema de ensino.
Há que não deixar cair os braços.Força, homem. Porra para o resto!

quintarantino disse...

Josh... eu por mim, tudo bem... enxovalha à vontade... entre amigos tudo se perdoa... atreve-te!!!!

LaMar disse...

Hola Joshua!

Thanks for the visit to my blog. Of yours, I must say that it seems to me very interesting. I read everything, well... almost everything... in individual seemed to me brilliant east text.

Obrigada. Bicos

Tiago R Cardoso disse...

Tou como o Tarantino, força.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joshua
Um homem com a tua interioridade nunca está sozinho. No Silêncio estão sempre a cair mensagens para ti. É uma prova que ao mostrares o que sentes encontras eco noutras vozes e noutras sensibilidades.
A blogosfera, a minha blogosfera, é feita com pessoas afectivas, autênticas que não procuram protagonismos nem arremedos.
Por isso serei sempre tua amiga. Mesmo quando estiveres mal disposto.
Beijinhos

amigona avó e a neta princesa disse...

Vim ler-te e deixar-te um abraço..

Blondewithaphd disse...

Again your pain.
But this time I see myself in that pain. I'm there in that same place too. Yes, long and lonely is the road that takes us through Life. Those God's mysterious paths we must cross. And cross them we shall!

(Boy, I am worthy of that - so much - attention on my left side of the pc?)