terça-feira, dezembro 18, 2007

INJECÇÕES DE RAIVA - SPICY STEEM


Soube que o meu vínculo com esta Escola,
que já era precário e inicialmente por trinta dias,
cessa após este mês. A colega clinicamente combalida,
soube-o há pouco, regressará, afinal, finalmente,
mal se reatem as actividades lectivas em Janeiro.
lkj
Neste momento, apascentamos reuniões de avaliação,
atribuimos níveis e peroramos sobre a índole generalizadamente inapta dos alunos
e os papéis, onde inócuas e formalísticas cruzes se gizam,
circulam de mão em mão [assim como chocolatinhos descompressos]
cheias de salvação e redenção cognitiva para as crassas insuficiências dos insuficientes
com pomposos nomes vazios como Planos de Recuperação, Planos d'Isto, Planos d'Aquilo
e ai de nós se omitimos sacrilegamente alguma Cruz. Ai de nós, que assim periga
a nossa inimaculável imagem profissional no seio olheiro da demais professorada!
lkj
Já a seguir, entrar-se-á na pausa natalina.
A propósito, enquanto, a isso instado,
bebia um Porto condizente com um Corpo Docente aqui decente,
e enquanto, a isso instado, mastigava também um fumegante e macio Bolo-Rei,
mastigava na verdade o meu sentimento desvalido,
ruminador-Boi da realidade em estalada na minha cara a frio.
Foda-se, logo a mim!
Foda-se, logo eu!
lkj
Os meus alunos, se isto se passasse sob as suas barbas,
logo se prestariam a abaixo-assinados e outras iniciativas a tender para o mediático.
E nem sequer os incentivo a essas mediações extremas. Entusiasmam-se.
Assim, vai acontecer-lhes que eu lhes falte como um facto consumado.
Sem 'ais'. Sem 'mas'! Mesmo os que, deles, lêem este blogue
e disto se tornem conhecedores, não terão por que nem como mobilizar-se
contra o sistema. Só sonhando! Por isso conformar-se-ão.
lkj
Ser professor é uma digestão. É ser digerido. Gerido. Usado! Largado!
O poder aos alunos!!! Ah, neste País já não há rebeldias nem Bounty-levantamentos!
É um País convenientemente amarelecido,
amolecido, pachorrento, sonolento, adormecido!
É, portanto, um anti-País! Só há Ronaldos lacrimejantes em terceiro, isto é, em último.
lkj
Enfim, há uma tristeza cava em que me fico e por isso sorrio amarelamente,
se sorrio, coisa que me está a custar como uma obstipação prolongada.
É o meu Drama! Terá de ser este o meu drama?
Enfim, Director de Turma Interino,
lá presidi a uma reunião e tive direito a ironias e a brontossauridades estatutárias
de gente que nunca vi e nunca me viu, mas têm calos no cu como babuínos
e língua ligeira para as grandes tecelagens judicativas na sala de professores,
o o campeonato da cretinice soma e segue tendo em conta a luta pela sobrevivência
pela sobreposição posicional taco a taco.
lkj
Para que me serve ser tão humilde e nunca humilhar hinduisticamente ninguém-formiga
com o meu paquidérmico saber ou estatuto professoral?
De que me vale não trucidar a simples figura mortal, como eu,
de um qualquer aluno frágil e preguiçoso?
lkj
Meu Deus, há, pelo contrário, colegas tão imortais!
São exigentes, não há dúvida! Severos. E, no processo, parecem imortais.
Vendem essa imagem metálica. Não têm tecido adiposo na alma.
São só eficácia tida e exigida! Meu Deus, que é feito da nossa mortalidade?!
Deram cabo da nossa mortalidade! Todos são imortais e blindados!
Todos são deuses e eu somente um homúnculo sem pretensões nem poses.
Errei na incarnação! Só pode ser!
Os alunos têm, para eles, uma coloração apática e parda.
Oh, meu Deus, se ao menos tivessem todos
o músculo laborioso e inteligentíssimo do mais brilhante!
lkj
Sem expectativas e com todas as expectativas, nesta Escola menos paranóica,
a um tempo inseguro e seguro de ter estado aqui,
sabedor e ignorante da minha infinita precaridade,
fui, afinal, Caravela possível neste bebedouro profissional Colibri da docência.
A seguir, reentrarei no meu conhecido planeta do desemprego do Ensino.
lkj
Privilegio o silêncio, fabrico o máximo de discrição a meu respeito
e é até natural que me considerem um estúpido, um idiota, nestes meios massivos
e sociais, onde as professoras afinal têm sereias silhuetas e olhares invitativos,
quando se repara neles à falta de bastas postagens e afectos bastos.
Nunca abri a minha boca. Não entabulei longas conversas autobiográficas
que lhes saciassem as fomes curiosas a meu respeito.
Sei resguardar-me e pratico-o como a uma religião.
Prosto-me islamicamente nessa prática!
lkj
Resta-me a Noite. Também se alimenta uma filha, uma família,
com os dividendos em claro da Noite.
Resta-me a Fúria da Escrita, my spicy steem!,
que a Noite tão bem me inocula do seu instável vital veneno mortífero.
lkj
Sou assim: a cada rejeição sistémica ou pessoal de mim,
ficar-me-á esta fecunda injecção de raiva cava
com que, gritando, esbracejando louco,
escrevendo sôfrego, doida deriva,
alavancarei, arquimedesiano,
todo o Mundo
um dia.
lkj
[Em face de este meu momento, quero lá saber das Spice Girls!]

5 comentários:

Menina do Rio disse...

Amigos.com

Fala-se muito em virtual ultimamente
Mas o que é essa tal virtualidade
Será que é o não ver pessoalmente
Não será o virtual, realidade?

Há ternura, encanto e alegria
Nos versos que nos chegam pelo ecrã
Tantos alegram meus dias
Enchem de luz minhas manhãs

Uns acalentam minha alma
Dizendo: não fique triste
São palavras que me acalmam
Quando meus dias são tristes

Amigos.com são tão reais
Eu os sinto, como a vida a pulsar
São flôres, companheiros leais
que enfeitam esse meu caminhar

Ps: Tudo de bom que vc me fizer, faz minha vida ficar mais bela
Pra ti, um carinho sincero e meus votos de BOAS FESTAS!

Beijo na alma

Blondewithaphd disse...

Yes, in fact, I don't see why you should give the Spice Girls half a damm!
Such herculean task being a teacher. I confess I admire the ones who haven't given up yet and the ones who refuse to be institutionalised.

antonio ganhão disse...

Fico com a impressão que não deves ser muito popular esntre os teus (ex-) colegas...

Tiago R Cardoso disse...

Eu sinceramente acredito que tudo melhora, eu tive uma altura em que olhava para baixo e estava a tocar com as costas no fundo, hoje estou a trepar, embora muitos dias, como ontem tive a impressão de ter descido alguns metros, hoje quando entrar naquele ginásio vou ter de voltar a subi-los e avançar amais alguns.

quintarantino disse...

... catano, fellini, outra vez no olho da rua? apre, puta de sorte madrasta ... olha lá, tu nem em formação consegues nada? sei lá ...

... quanto às gajas de que falas a única que parece saber abrir a boca para cantar é la aquela que é fá do Liverpool, a C qualquer coisa... as outras ...