segunda-feira, dezembro 24, 2007

NESTE URGENTE SILENCIAR


Os meus votos de um Natal Feliz,
sem barbas, sem tretas,
sem capuzes ridículos e ho,ho,ho's importados,
um Natal só com sentimentos resplandecentes,
a noção da nossa mortalidade provisória, luminosa Esperança semeada,
a noção da nossa fragilidade transcendente,
cheia de Fome e Sede de Divindade,
a noção magnífica de como é importante NASCER E TER NASCIDO
e como isso é que é civilizacional
ao contrário do que enuncia a socretinidade vigente,
essa clareira de Merda tão Aplaudida.
(Perdão pelo desabafo em Hora Tão Solene!)
lkj
Enfim, a todos um Natal Ele Mesmo.
lkj
Entre trabalhos e gripes,
na grande luta pela sobrevivência
e por justiça e por anti-carneirismos
e anti-jumências,
este que nunca Vos esquece
(Amigos Sólidos como a Rocha,
na Grande Europa, nas promissoras Américas,
na ainda mais promissora Oceania, na doce África, na Laboriosa Ásia,
Leitores, Conhecidos,
Ex-Alunos, Admiradores, Perseguidores...
Pretendentes inconsoláveis...).
lkj
joshua
PALAVROSSAVRVS REX

4 comentários:

quintarantino disse...

... pronto, e agora vê-me lá se sossegas um bocadito, que andas a precisar de descanSo (deSconfio eu)... e vai-me fazer umas rabanadaS de vinho do porto!!!
Um abraço sincero...

antonio ganhão disse...

Meu caro um Bom Natal para ti e para os teus. Estou no Alentejo, vou tentar aproveitar algum do meu tempo para fazer aqui uma pesquisa no teu blog. Para isso preciso mesmo do epírito de Natal..

Pata Negra disse...

O Rei dos Leittões deseja a este blog um Natal cheio do-que-ouves e um Ano Novo cheio de propriedades.
Um abraço da pocilga

ziutokku disse...

Ok! desculpe! feliz Natal!