terça-feira, julho 12, 2011

HELP

Há alturas em que nada faz sentido.

2 comentários:

Ide levar no déficite ide disse...

era ter deixado o conteúdo dentro da garrafa em vez de pôr a papelada da dívida lá dentro

seguro quer ser líder do inseguro partido

logo é uma boa tirada

se dissesse o contrário...chapéu

Anónimo disse...

Seguro é uma nódoa. Admito que uma parte significativa do PSD e dos jornais goste dele por isso mesmo; afinal com um ignorante sem ideias, manobrável por labregas máfias locais, o PS aparelhístico sentir-se-á 'melhor' e o PSD - cinicamente - melhor ainda ("deixem-no estar que está muito bem"); ilusão. A médio prazo, Seguro à frente do PS a todos prejudicará. Bem sei que o "afogueado Assis" colaborou até ao fim na defesa do crime socratista e na negação patológica da realidade que agora sufoca o País. Também ele não é flor que se cheire. O PS está doente e doente continuará, pois não devia admitir qualquer destes candidatos à liderança. Mas o aparelho é calabrês, estúpido, ambicioso e está deseperado. A renovação está assim posta de lado; e a mudança do PS para algo digno e expurgado de vícios, uma ilusão. Seguro só profere banalidades vácuas, muda nomes "para laboratório" (pelo Amor de Deus!...) e a sua figura espelha exactamente o que ele é: um espantalho manobrado por outros; e ambicioso, calculista e nada frontal (alguém se lembra do unanimismo dos 97% de sócrates no congresso, em que Seguro não abriu o bico?). Um personagem assim não tem capacidade ou legitimidade para comentar o Primeiro Ministro, o Governo, o Programa ou sequer as simples notícias das bolsas e da crise europeia. O País precisa de ser salvo destes alarves e destes partidos 'em vias de renovação'.

Ass.: Besta Imunda