terça-feira, julho 12, 2011

OS FRANGOS DE JESUS

Recuso-me a admitir que o problema do Benfica em pré-época sejam os jogadores. O problema é Jesus e são os demais dirigentes. Perante a fragilidade na defesa, constatando-se que os centrais fraquejam, em vez de os defenderem e salvaguardarem, pois são os que estão, blindando-os do criticismo precoce, não, a partir do núcleo duro emitiu-se opinião, ventilou-se a fragilidade e ela agudizou-se, mostrando novas formas de sofrer golos que recordam (e isto é ironia do destino!) os frangos de Roberto, ainda que com o sólido Artur na baliza. Tudo se repete. A pré-época benfiquista desagrega e vulnerabiliza a equipa, pois as derrotas não fazem bem a ninguém. Isso e as nefastas experiências, enquanto os adversários directos partem organizados e sedimentados, como muito bem assinala o João.

2 comentários:

floribundus disse...

os índios adoram viver na pocilga.

Moreira levou mais um pontapé no cu

JFrade disse...

Para mim o Benfica terá que ir ao "mercado" (vá de retro, Satanás) comprar mais 20 ou 30 craques. Com sorte, talvez, nunca se sabe, apareça um artista que saiba jogar à bola.
Outra solução, até mais em conta: trocar de treinador e de presidente (a ordem pode ser a inversa).
JFrade