terça-feira, dezembro 29, 2009

DIRECTÓRIO NARCÍSICO DO INACEITÁVEL

Paulo Guinote traduz em números o Inaceitável: «Tenho pena, tenho mesmo pena, mas o ME não é pessoa (colectiva) de bem e os seus representantes à mesa das negociações meros simulacros falantes de seres autónomos.»

Sem comentários: