segunda-feira, dezembro 28, 2009

POUPAR 800 MILHÕES DE EUROS

Muito sábia esta promulgação do PR. A Oposição, no seu conjunto, vê confirmado o seu bom trabalho de prevenção de desperdício e falta de accountability em que se esmera esta trupe governamentalesca, sedenta de malbaratar 800 milhões de euros urgentes na economia a coberto da entrada em vigor imediata do Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social. Esperam-se aperfeiçoamentos. Espera-se negociação. E, já agora, menos Fisco sobre quem se vê suficientemente estrangulado dele. Menos Gestão Danosa de Dinheiros Públicos. Menos Gestores Sugadores de Prémios de Produtividade nas EPs falidas, como a CP, REFER e EMEF: «cresceu o número de administradores em todo o sector e, curiosamente, cresceu o número de quadros superiores (mais 502)»... «Enquanto o custo com os trabalhadores das três empresas cresceu 23 por cento, o custo com administradores subiu 110 por cento». De resto, quando estes socialistas se queixam da perda de receita fiscal ou outra e de irresponsabilidade das Oposições, do que se queixam na verdade é do recuo da receita fiscal que ninguém controla e que tem sido aplicada não se sabe bem em quê, muito provavelmente no investimento pelo Governo nas empresas de Regime que favorece sem dar cavaco seja a quem for, para desvios esquisitos como o da Acção Social Escolar para ajudar a pagar Magalhães ou, mais grave, para o batalhão de assessores de Marketing Político & Imagem, para a Imprensa amiga, para as TVs e os blogues amigos, repletos de barrigas de aluguer, Jugular, Câmara Corporativa e outros, que todos os dias seguram com pinças, atirando com facas, a imagem do PM e amparam com contorcionismo circense chinês as piores entorses políticas e as mais perversas linhas maquiavélicas, de acção ou argumentárias, da pequena trupe governamental, uns seissentos pançudos colados a Ali Babá. Bravo, Cavaco!

Sem comentários: