RECTO JPP E CARLOS VIDAL


Afinal, por vezes JPP tira o dedo do recto sentido de auto-exclusividade blogueana e consegue ter uma palavrinha bem justa e esperta a emitir sobre a demais bloga inteligente em Portugal e em nada serventuária do poder desmesurado, jugularesco, impotente e imoral que vai prevalecendo. Tal palavra justa mereceu-lha o 5 Dias. Ainda bem. Ler este texto Carlos Vidal é sabermo-nos no mesmíssimo barco de perspectivas e combates e subscrever por interiro este postulado: «... neste blogue, não há serventes de Sócrates (a limpeza e o asseio mínimos ocorreram a tempo), nem se pratica o insulto jugularesco (”filho da puta” ou “pulha” apenas por discordância impotente – aqui o insulto é muito mais sábio, complexo e requintado!). Não sou porta-voz do blogue, mas creio que aqui não se sonha nem se deseja ser a “esquerda do PS”. Resumindo, não temos medo dessa gente nem desse partido “pai da pátria”.» Há coisas boas que por vezes vêm ao de cima.

Comments

ens razão. Quando as comadres vermelhas começam a discutir acerca da estrelinha amarela ou encarnada, ficamos a saber a verdade.