quinta-feira, setembro 07, 2006

MEDULA DA MEDULA


















Recobro a memória da música,
dentro de ti,
da paz e da frescura,
dentro de ti,
da dança da luz e da penumbra iluminada,
dentro de ti,
do eco acalentador de vozes e murmúrios,
dentro de ti,
da certeza de reaver a minha carne,
ainda que morra,
dentro de ti,
de cantar e voar verdadeiramente na minha carne,
dentro de ti,
de uma proximidade de anjos,
e cores macias,
e água fresca corrente,
e sorriso denso, quente,
e Uma Presença de Luz Poderosíssima,
Medular,
irresistível,
serena,
mansa,
paciente,
condescendente,
radicalmente condescendente com cada um.

Dentro de ti.

De Ti.


Joaquim Santos

8 comentários:

kinkas disse...

Não sabia que a puta que te pariu é preta, mas prefiro comer a tua mulher
que é bem boa a chupar e tem um cu largo que a malta do bairro toda conhece

Tás satisfeito?
Não?

Então enfia o dedo no cu

kinkas disse...

Não sabia que a puta que te pariu é preta, mas prefiro comer a tua mulher
que é bem boa a chupar e tem um cu largo que a malta do bairro toda conhece

Tás satisfeito?
Não?

Então enfia o dedo no cu

angelic fruitcake disse...

isto hoje está bonito, está...
gostei muito do poema...
e tenho dado falta da tua visita no meu cantinho...
beijo.

Anónimo disse...

...será este?

Olhas-me assim Joaquim?

Nem sei o que dizer...sei que neste momento não estou nas melhores condições para deixar palavras e etras...
Volto a casa cheia de um vazio profundo...mas terno.
Naturalmente,só me poderei comover com o que me deixas por lá...com tudo o que li aqui.

Um sincero abraço.
Muitíssimo forte.



Joaquim...
"Uma Presença de Luz Poderosíssima,
Medular,irresistível,serena,mansa,
paciente,condescendente..."

...olha como escreves.
olha para o que escreves e sente que está na altura de seres este que por aqui está descrito...o resto não interessa.Vales mais.



(...quem dera ter essa Luz.Obrigada.Muito.)

Susan Jones disse...

Beautiful.

Anónimo disse...

Lindo!
... e a paz desceu sobre estas páginas... que assim permaneça!

Força! IGN!

Anónimo disse...

Não fora o Kinkas - mentecaptodesnudadodevirtudes - e a "Paz" relativa, superlativa, flutuaria....

Anónimo disse...

...ainda bem que foi este.


posso agradecer?

muitíssimo obrigada Joaquim.
...olhares assim.
sorte que tenho.



...e o meu sorriso