quinta-feira, setembro 24, 2009

ASS PÓS-ELEITORAL JÁ INFLADO

Tal como durante anos o Benfica era campeão da pré-época, o PS é sempre campeão das sondagens. Estas útlimas sondagens, como quase todas, cumprem o seu papel servil em alívio da solidão clamorosa do PS na sociedade portuguesa, como condicionador de desânimos do acto de votar, e como alavanca mole a quatro anos de desastre cívico e devastação anímica da Nação. Como se as pessoas pudessem passar uma esponja no rasto de odioso e abusivo do Partido Sôfrego. E então ASS, logo ASS, no seu conhecido estilo muito Mohammed Saeed al-Sahhaf, não se contém de celebrativo pífio. Ei-lo num já visto convencimento apressado de vitória e optimismo cantante de galo. Às tantas todos os ASS de este PS (ASS Soares e ASS Alegre) até se convencem ser verdadeiros os próprios cenários artificiais meticulosos com que o seu dispendioso marketing ultra-escandaloso espessa de bandeiras frívolas as pequenas salas masturbatórias de comício. É ali que uma corte de clientelas bem-falantes, em frémitos de tribo acossada, incensa Sócrates, o Único. Entregam-se àquela maledicência que diz não o ser enquanto embrulham o eleitor no mesmo despudor trafulha: «“Não são só as sondagens, a dinâmica no terreno mostra que os portugueses estão a receber muito bem a mensagem do PS”, afirmou em Baião o secretário nacional do PS. “As coisas subitamente mudaram muito".»

Sem comentários: