quarta-feira, setembro 02, 2009

LURDES EM TRIPLO ESTUPRO CÍNICO

Lurdes nunca recuou do empalamento burocrático dos docentes. Lurdes nunca respeitou a pluralidade experimentada dos docentes e a especificidade da sua actividade, repletando-a de ainda maiores agruras. Lurdes nunca comunicou senão imposições à bruta-ECD, nunca comunicou senão o desgaste deliberado de corações e mentes no escopo sonso de "desparazitar" arbitrariamente pessoas adversas ao seu dictat absoluto para porventura melhor caber a avidez pêiésse, subtil selecção pêiésse no sistema e em todos os sistemas. Por isso, sorrisos, falinhas mansas, arrependimentos de última hora só expõem ainda mais o estalinismo de esta gente brutal, capaz de tudo para deprimir profissionais, economizar criminosamente migalhas à custa de gente de carne e osso, num Estado afinal perdulário em tudo o mais, amigado obscenamente com os Poderosos, negociando e retalhando Portugal para seu exclusivo benefício com socialização dos lucros menos que residual. Mais quatro anos de Estado-PS e de PS-Estado? Dêem-lhes mais quatro: «A ministra da Educação admite que existiram problemas de comunicação entre Governo e professores nos últimos quatro anos, como considerou, ontem, José Sócrates mas garantiu que não viu uma crítica ao seu trabalho nas declarações do primeiro-ministro.»

5 comentários:

Daniel Santos disse...

Tens de ser como Sócrates, delicado com as senhoras.

daniel tecelão disse...

Milu,foi a melhor ministra da educação até ao momento.
Não terá feito tudo,e o que fez porventura não foi tudo perfeito.
Tirou umas centenas de professores da balda de delegados sindicais,os sindicatos nunca lhe perdoaram.
Acabou com a vergonha das faltas dos professores implicarem na falha de aulas aos alunos.
Fechou escolas anti pedagógicas.
Colocou os professores por 4 anos.
Aumentou os beneficiários da acção social escolar.
Fez perceber aos professores que não mais será possivel subir numa carreira até ao topo sem prestarem provas.
E mais não escrevo!!!

joshua disse...

Não. O grande mal e problema são os políticos sem profissão a não ser a política. Bater nos professores é pura estupidez.

MJP disse...

No dia em que abrir os olhos, vai ser grande o tombo!
Só me lembro de um fenómeno semelhante com o Vale e Azevedo. Já todos tinhamos visto, mas os de sempre é que tinham razão.

luis t. disse...

Lurdes deve ter problemas na próstata