terça-feira, setembro 29, 2009

JUSTIÇA, PENDURICALHO DO GOVERNO

Quando a o Jornal Nacional da TVI fazia a sua cruzada, desvendando o Freeport soterrado pelo Poder Político PS entre o monturo de monos processuais da Procuradoria, e o fazia sustentado em factos brutos, puros, lineares, o mesmo Poder Despótico Vigente já pavimentava o fim de essa inédita coisa jornalística ousada, Abjecta apenas para si-Poder pelintríssimo e controleiraço. E aconteceu efectivamente o devido silenciamento, em hora demoníaca. Nem assim sedimentou nas psiques o transe perigoso do País. Manuela Moura Guedes foi evacuada antes que a fraca memória dos eleitores fosse refrescada com o currículo lodoso do Infelizmente-PM. Agora, a Justiça penduricalhizada por esse mesmo Poder-PS, com mais de uma década de vigência danosa e sôfrega, age em conformidade, perseguindo obliquamente Paulo Portas e os "seus" submarinos. Repare-se no timing. Note-se a oportunidade. No rescaldo dos 10%. Sob o fumo refusivo coligatório. Só por aí se infere alguma coisa a estranhar nas diligências hoje noticiadas. A Justiça manifesta-se uma arma política unívoca, pau-mandada ao serviço da Imagem Imaculada do Sexy Sádico. E se não é assim, assim parece e transparece. Tem portanto as cartas marcadas. Actua segundo critérios obscuros e ritmos estranhíssimos. Aparentemente, Portas não parece querer babujar a Maioria Relativa PS, corresponsabilizando-se coligatoriamente, com toda a certeza, por malfeitorias económicas, estercos políticos e morais, união que seria demasiado malcheirenta aos olhos dos portugueses. Portas sabe que quem votou em si nunca lhe perdoaria a transigência com o Mal Profundo que está a devastar a vida pública nacional, ocupando tudo o que mexe e esmagando tudo e todos os que lhe opõem: «Agentes do Departamento Central de Investigação Penal (DCIAP) iniciaram esta manhã buscas em pelo menos dois escritórios de advogados, no âmbito de um inquérito realacionado com a aquisição de dois submarinos pelo Estado, de acordo com a edição online da revista "Sábado".»

8 comentários:

Daniela disse...

Que mania da perseguição. Já não há paciência...

Anónimo disse...

DCIAP???????????????
...e o Freeport?

Pedro disse...

acho piada às pessoas que aproveitam logo para criticar o PS... quando era o FREEPORT já ninguém se lembrava de acusar a oposição, como agora é o vosso queridinho Portas toca a acusar o governo... não pode ser assim passa por hipócritas!

Anónimo disse...

Havendo recibos passados a pessoas com nomes como "Jacinto Leite Capelo Rego" ainda tem dúvidas que há fraude? Só lamento é que a nossa justiça não funcione e tenha a "liberdade" de decidir quando actua. E o governo é que tem capacidade de determinar quando actua? Desta nem o Pacheco Pereira se iria lembrar!

Anónimo disse...

O problema não é o DCIAP iniciar buscas para esclarecer a situação da aquisição dos submarinos! O problema é os processos do freport, do diploma farinha amparo, os aterros sanitários, etc.... não serem igualmente objecto de investigação!?

Anónimo disse...

Ai que peixeirada que são as contrapartidas...
O Paulinho das feiras a andar de Submarinos e
o Cherne a andar de Pandurs...

Anónimo disse...

Já que falam do Cherne, não era ele o Primeiro Ministro em 2004?
Se era, há alguém por aí que seja capaz de explicar como é que o Paulo Portas( Ministro da Defesa) poderia fazer um negócio de quase 1000 milhões de euros sem o seu PM saber?
O mesmo se passou com os Pandurs da General Dynamics e disso não se fala, nem em sussuros.
será por causa das contas no Lietchenstein Trust( LGT) ?

Anónimo disse...

A "JUSTIÇA" anda louca, com um sindicato dos magistrados(?) a malhar (exigindo demissão) no Conselho Superior da Magistratura (CSM) porque este suspendeu a classificação de "muita bom" do juiz rui Peixeira que mandou para detrás das grades o Paulo Pedroso, antes de se efectuar o seu julgamento!

Mas se um "outro juiz" condenou o Estado a pagar uma indemnização ao P Pedroso de muitos milhares de contos, esta macacada do sindicato dos MAGISTRADOS, quer que eu pague (como contribuinte) e o eventual responsável fica-se a rir com a classificação de "Muito Bom" ?

Este país está louco. Para fazer justiça "tem que meter desde logo dentro..."?
Pois é, não sabem o valor da liberdade, ou têm dela a mesma noção que tinha a PIDE do Salazar.

Quanto ao M.P. este governo teve a maioria absoluta durante 5 anos e nada fez de substancial.
Voltaram a votar nele, aguentem...