sábado, setembro 19, 2009

REGIME: O RELES ESTÁ NO AR

«Um Presidente da República que manda fazer uma história jornalística para denegrir um primeiro-ministro? Um assessor do Presidente que se comporta como um vil controlador de informação? Jornalistas que se rebaixam a um comportamento repugnante e que se embriagam sabe-se lá com que benesses? Um primeiro-ministro que envia um assessor para espiar o Presidente da República? Um assessor de primeiro-ministro que se disponibiliza para cometer os actos mais inverosímeis da prática política? Um director de jornal que apoia um comportamento ignóbil de um seu subordinado? Um director de jornal que publica uma história sem ter a certeza da total veracidade dos factos e que coloca em causa a estabilidade das instituições nacionais Presidente da República e Governo? Não, isto não pode ser verdade. Não acredito no que leio. E a ser verdade, exige-se, no mínimo, a resignação e demissão do Presidente da República, do primeiro-ministro, dos assessores de ambas as instituições nacionais que integraram a "paranóia", os directores dos diários 'Público' e 'Diário de Notícias' e os jornalistas que estiveram envolvidos neste escândalo.» João Severino, Jornal do Pau Para Toda a Obra

1 comentário:

joãoeduardoseverino disse...

Obrigado, caro Joshua, por tanta deferência num dos melhores blogues em português.