sexta-feira, setembro 18, 2009

SÓCRATES E SEXUALIZAÇÃO POLÍTICA

Ninguém centro-sul-americanizou mais Portugal e em menos tempo que José Sócrates. A começar pela sua despudorada sobre-exposição pública com sexualização da sua imagem e pornografização do seu papel público, ele Dominou, Atemorizou e Perverteu a vida democrática nacional lá, onde agora sorri e flana uma bichana inofensividade. Mas ninguém centro-sul-americanizou mais o País que ele também pelo excesso retórico em eventos repetidos e pela omnipresença nas TVs com a sua Imagem sovietizada de um só Palhaço-Líder. Tudo isto em detrimento da acção concreta e discreta em benefício geral. Veneno num país a transbordar de cérebros desperdiçados, alimentarmente dependente do exterior e democraticamente efeminado é sequer a ideia de um horror destes se repetir por mais anos. Sócrates inchou de poder desmesurado nestes quatro anos. Decalque da figura e da grisalhice de Salazar, foi um insulto à liberdade e a Portugal ter sido primeiro-ministro com tanto esterco no currículo. Redenção Zero. Humildade zero. Sentido corporativo e favoritista pró-PS em extremo absoluto, pode colher agora as supostas vantagens do grande jogo de xadrez com que foi asfixiando a sociedade portuguesa, colocando os seus homens e mulheres de mão (mais papistas que o papa/mais socratistas que Sócrates) nas posições de charneira com que se pagam favores ao diabo e à sua comitiva de estômagos vendilhões. Cavaco pertence ao grupo dos que conhecem perfeitamente a peçonha e sua estirpe, mas têm medo (a pensar estritamente muito mais na própria reeleição que nos interesses profundos de um Portugal Livre) e por isso mesmo procuram sugerir o máximo dizendo o mínimo. As escutas são apenas a ponta do pedaço de gelo boiando na latrina pública nacional: «Cavaco Silva afirmou hoje que “depois das eleições” não deixará de “tentar obter mais informações sobre questões de segurança”, escusando-se a comentar o caso da suspeita de escutas no Palácio de Belém, divulgado pelo PÚBLICO no dia 18 de Agosto e levantado hoje, mais uma vez, pelo “Diário de Notícias”.»

7 comentários:

Tiago disse...

Este blog é verdadeiro? LOL

JotaB disse...

Nós não temos governantes sérios.
Temos uma cambada que se governa e desgoverna este pobre país.
Até quando iremos aceitar a canga?
A seriedade do aníbal de boliqueime, em relação ao josé de sousa, está apenas na facies.

Anónimo disse...

A tentativa de assassinato político de um Presidente da República por um Primeiro Ministro que procura ser reeleito e está em plena campanha eleitoral é o mais grave atentado contra a Democracia praticado em Portugal desde 1976.É o exemplo máximo de asfixia da democracia que poderia ser encontrado.A perigosidade e indignidade do Sr.Sócrates para viver em Democracia são hoje inquestionáveis.

Anónimo disse...

Sócrates foi construido à custa da paralisia que nos é característica e os condicionamentos que Cavaco Silva colocou a ele próprio (tal como o PSD) são uma das causas do ponto a que chegámos. O presidente sabe muito bem quem é José Sócrates. Todos vemos como ele faz desaparecer tudo o que não convém e o contrário ao conveniente. Tudo apresentado com uma carinha e uns modos de quem está sempre a cumprir com a mais pura e absoluta verdade. A mutação é tão grande que já parece um Silva Pereira a papel químico.

Daniel Santos disse...

O que é que Sócrates em a ver com isto?

daniel tecelão disse...

A ingenuidade do Daniel é comovente.

Anónimo disse...

O que estamos a assistir hoje já não é só uma tentativa de assassinato político do Presidente da República.É mais do que isso .É uma tentativa de golpe de Estado do Sr.Sócrates utilizando métodos que fazem lembrar os anos de 74 e 75, anunciando também o que para aí virá se a criatura não for removida a 27.9.O orgão de soberania Presidente da República está a ser desestabilizado com o objectivo de pela intimidação o impedir de exercer em Liberdade os seus poderes constitucionais.O caminho demencial de Sócrates para a Ditadura está confirmado e o efeito Louçã já se está a fazer sentir plenamente no funcionamento do Regime.Está na hora de tocar a rebate e de todos os Democratas se unirem para derrotar a deriva ditatorial de Sócrates.