terça-feira, novembro 23, 2010

CACICOCRACIA

Goste-se dela ou não (na verdade, não adianta aos comentadores inscritos no caderno de encargos do PS insultar a mulher, conforme têm feito) o certo é que a chanceler alemã voltou a falar, o que tem sido grave só por si. Desta vez afirmou que a probabilidade de haver mais resgates na zona euro é “séria”, conforme dá conta a Bloomberg. Ela tem-se comportado como uma espécie de Teixeira dos Santos ao Finantial Times: dispara, erra e depois tenta (ou não) a corrigir o disparo, coisa impossível sobretudo quando é no pé que acerta. Enfim, dias negros virão e os portugueses o sentirão. Foi tudo contra. Um Governo rapace e ultraclientelar. Uma Europa desnorteada. A Europa só alberga aprendizes de líder e deles segrega os piores. Parecem todos clones do nosso PM, entra as lantejoulas e a arrogância, entre o fanfarrão e o trambiqueiro com lata. Sobrepõem o cálculo eleitoral interno imediato à sustentabilidade do projecto europeu e ao sossego dos mercados, enervando-os acrescidamente com anúncios alarmistas. Sócrates também comprou a vitória eleitoral de Setembro de 2009 com um afundanço clamoroso do erário nacional, com a devastação mortífera das contas gerais do Estado. Ano de ajustes directos massivos e despesas clientelares não previstas, a cacicocracia socialista rebentou com o País. Deve ter valido a pena, visto que o queixume é pequeno, amordaçado. Por um consentimento silencioso, por uma fome angustiada a sós, há demasiada gente a pactuar com isto: que a imoralidade e a irresponsabilidade permaneçam intactas no seu posto.

1 comentário:

floribundus disse...

por maior que seja a merda e os merdosos o ps tem no mínimo 1,5 milhões de votos.
o centro-esquerda está a perder para a esquerda