segunda-feira, junho 27, 2011

DIFICULDADE EM METABOLIZAR O REAL

Que mais uma criança de três anos morra depois de ter estado sujeita a altas temperaturas durante um tempo indeterminado dentro de um automóvel é algo que não pode ser devidamente percebido por um espécimen normal, mesmo que calejado. Custa de mais e não se pode ficar impassível. Ainda não lemos notícia que nos embotasse, desgraça que nos vacinasse. Nunca se está preparado para reedições do abominável. De resto, tipicamente, não se perde da vista por tempo indeterminado criança que seja criança. Será o anormal que se normaliza graças à bruteza dos humanos? 

3 comentários:

floribundus disse...

a condição humano inclui todas as formas de violência
com a divulgação de imagens na comunicação social a sociedade está cada vez mais padronizada para aceitar o pior

Miguel Rocha disse...

No outro dia, numa piscina, na hora de maior calor, estava uma criança ao sol desprotegida, sem protector ou chapéu, e os pais deitados ao lado no cadeirão a apanhar sol...

Carlos Pires disse...

Certo, mas sem saber todos os pormenores é melhor suspender durante algum tempo os juízos de valor acerca dos pais.