sexta-feira, junho 24, 2011

NO CASH OU «A POSSIBILIDADE DE FAZER OBRA»

«Para recordar. Boa frase! E é a admissão mais óbvia de que o que os governos mais têm feito é viadutos, auto-estradas (duplicadas e triplicadas), rotundas, fontanários, estádios, 'centros de estágio'. Principalmente desde 94-95, e com os resultados sabidos. Parece não terem saber ou vocação para mais nada. Sócrates, por outro lado, descobriu também o seu nicho de obrazinhas-fetiche e tecnologia deslumbratória: quadros electrónicos, telepontos, 'magalhães' e outros cagalhães. Eis as reformas. Outra boa frase era a tal "da benzina"; porque de facto todo o governo estava repleto de nódoas - como por exemplo Vieira da Silva (que Pacheco 'acha' mais avisado e experimentado que Santos Pereira...) ou Mendonça» Besta Imunda

Sem comentários: