terça-feira, junho 21, 2011

PARA MEU CONSOLO E PROVEITO

De alguma forma, derrotado com a derrota de Nobre, senti-me recompensado com a eleição de Assunção Esteves, sobretudo ao escutá-la, ao ver o seu humanismo, bom senso, ao intuir a sua probidade e sensibilidade, coisas de que não se está à espera na AR, observando as últimas décadas de errónea traição à promessa original da nossa democracia aprilina. Mas tocou-me de igual modo a consensualidade comovida, quase aclamativa, que observei no plenário. Havia ali como que qualquer coisa de espiritual, confesso. Milagrosa e misteriosamente dou por mim a reparar que Passos, Cavaco e Assunção falam, hoje, a minha linguagem para a vida pública: transparência, sobriedade, humildade, desprendimento, ligação às pessoas, lealdade para com elas. Em uníssono, todos eles colocam no cerne as questões essenciais de transformação do País. Bendita a bloga de que orgulhosamente faço parte ao insistir nesses pontos desde há tanto tempo.

11 comentários:

the revolution of not-yet disse...

derrotado com as derrotas dos outros

vencedor com as suas estranhas glórias

ao insistir nesses pontos

põe-se ponto final nas aspirações personales

the revolution of not-yet disse...

La aparición del democracia aprilina en el sitio Puerto Calle puede tardar unos momentos...

hasta 2112 sera temprano

Anónimo disse...

Então o Cavaco agora usa a linguagem da transparência? Não me diga que explicou a cena das acções do BPN e eu não dei por isso.

MBO disse...

Tem razão.
Deus escreve direito por linhas tortas.

Bacoco no coqueiro disse...

Deus também escreve?

Em que Blogue?

Anónimo disse...

Convehamos: a derrota de Nobre foi benéfica para o PSD, para a Assembleia de República, para Portugal e, que ironia!, para Nobre.

floribundus disse...

após a saída inglória das ratas do sapatilhas
é bom ver uma mulher séria e competente eleita por tantos machistas na andropausa

Anónimo disse...

Subscrevo inteiramente. Não incluiria, porém, o PR nesse elogio rasgado.
A título pessoal, quero imenso saber quem é o cabeleireiro da AE.

Virginia

joshua disse...

lol, Virg!

Miguel Rocha disse...

"Somos nós o cais da esperança de quem, num domingo de Junho, saiu de casa para nos escolher e da esperança que não saiu, que é dos cidadãos que lá bem no fundo esperam para se reconciliar com a política"

"Os lugares verdadeiramente são definidos pelas pessoas e não as pessoas pelos lugares. Não venho aqui conformar nenhum lugar, mas espero pelo menos com o meu comportamento não lhe retirar nunca prestígio e tentar dignificá-lo com sentido de missão"

Assunção Esteves

joshua disse...

Bela citação, caro Miguel. Faz a diferença.