domingo, junho 26, 2011

SOARES BIPOLAR

Parece evidente que os líderes, mesmo quando maus e daninhos, criminosos e delinquentes, são levados ao colo por serem líderes, protegidos e elogiados no esplendor da sua bruteza. Covardemente, ninguém de peso lhes faz reparos ou sujeita a uma crítica correctiva a partir da própria barricada. Mentiram? Devastaram? Não importa que a lealdade de alcateia fala mais alto. No fim do ciclo, há rebates de consciência e atitudes de recomeço cínico do tipo «Agora é a sério!» Uma pena!

Sem comentários: