quarta-feira, fevereiro 23, 2011

CRÁPULAS DA NOVA ESCRAVATURA

O comentário que a seguir se reproduz é um "senhor comentário" que faz justiça à realidade portuguesa há muito pervertida quanto aos desígnios traídos da chamada coesão social, que é nula. Muito bem emitido a propósito desta pérola: «... Com os salários de merda que os privados fazem questão de pagar aos “menos qualificados” nunca conseguirão trabalhadores. Por alguma razão o patrão do Pingo Doce se queixa que não encontra talhantes e outros profissionais. Portugal é o país da OCDE onde o prémio salarial aos licenciados é o mais elevado e aquele cujo leque salarial é mais amplo. O senhor doutor lá de Harvard é capaz de nos explicar por que razão os países onde o leque salarial é muito mais estreito e os salários dos trabalhadores menos qualificados é mais elevado são muito melhores que nós? Aliás, isso da qualificação não é assim tão linear e apresenta-se apenas correlacionada com o bom desempenho económico. As pessoas são mais qualificadas nos países ricos e bem geridos e também mais justos e com maior equidade por isso mesmo: são ricos, bem geridos e mais justos e chegaram lá antes de todos terem excelentes qualificações. Na extinta União Soviética para cada 5 operários (bem qualificados) havia um engenheiro. Nada disso fez com que aquilo fosse algo decente. A conversa da qualificação é treta. Paguem decentemente a toda gente, reduzam o leque para níveis dignos de um país civilizado, respeitem e motivem as pessoas e as coisas só poderão ser melhores. O resto é conversa de crápulas que sonham com modernas formas de escravatura.» Blasfémias

Sem comentários: