segunda-feira, fevereiro 14, 2011

LIBÉRRIMO HOMILIASTA

É bem verdade que nunca se viu uma coisa assim tão desesperadora e cheia de lata como o Primadonna, libérrimo homiliasta: «Prejudicar os interesses do País é mentir sistematicamente aos Portugueses, é não ter credibilidade interna e externa, é aumentar os salários na função pública para os cortar em 10% a seguir às eleições, é comprar o voto dos velhos mais pobres, prometendo-lhes medicamentos gratuitos nas vésperas da campanha eleitoral, para os roubar após uns meses, é jurar até à náusea que não aumentará os impostos para os subir pouco depois, é levar o desemprego para cima dos 11%, é endividar o Estado como não há memória na nossa História, é converter a Administração e o sector empresarial público num covil dos amigos, é conspirar contra a liberdade de imprensa. Isso é que é prejudicar o interesse nacional.» Rui Crull Tabosa

1 comentário:

DOCTOR NO, NO, NO VIEGAS NO PLEASE- JUST SAY NO disse...

bom nisso não se distingue dos anteriores

comprou clientelas como Soares Cavaco Guterres e Santana
tal como Salazar prometeram estabilidade e melhores tempos

obviamente os melhores tempos não vieram

endividou o estado para pagar luxos e mordomias a uns milhares e o supérfluo a uns milhões?

certamente

manteve estruturas que nem cavaco teve a coragem de privatizar e que são responsáveis por parte da dívida nacional?

certamente
a 400 milhões por ano em 10 anos a RTP custou 4 submarinos

estradas de Portugal, tribunais ineficientes que impedem fixação de empresas e levam à fuga de muitas,Carris Metros vários

Soflusa em greves permanentes desde 1974...

CP

enfim teve muita ajuda...

a 3mil milhões para as autarquiaS

EM 10 anos são 30mil milhões
para rotundas calçadões à portuguesa em reparações constantes

centros culturais às moscas
e estruturas que são levadas à primeira chuva

eu nem simpatizo com o ditadorzito de pacotilha que tal como o outro
está sempre certo

mas foi dos poucos que conseguiu quebrar a corporação dos professores

e em 36 anos foi um grande feito....

Clientelas partidárias em empresas públicas

algumas desde o tempo de cavaco e de soares que chegaram agora à reforma

isso sempre houve

há agora mais

ou menos dinheiro?

o almirante Tenreiro dantes punha aqui as suas

não ganhavam grande coisa
mas custavam muito

sempre foi assi

Tibério
alguns de vós pelo pretexto de nos servir, representam a severidade pública como um efeito de uma ambição privada

é vago é pouco claro

Mas o chefe da guarda pretoriana caiu

Um homem não manda no vazio

Mesmo um ditador necessita de pagar aos que o suportam