O VERDADEIRO CORPO DANONE

Jaz em sossego sob a linha severa do horizonte tal como o seu cão, talvez Piruças, e dois canários melhores que gente. Chama-se Augusta Martinho. Qual FacebookFaceDeath, e , sozinha! Inha! Inha! Inha! Quando a nau mortífera se aproxima, o Longe nada tinha e o Perto era Zero. E, no desembarcar, houve ardores CSI, nove anos depois, onde era só esquecimento e a abstracta linha do mesmo nada. Pobre Povo, Nação Demente. Requiem æternam dona eis, Domine, et lux perpetua luceat eis

Comments

Anonymous said…
Vergonha para todos nós.
Anonymous said…
História trágica, quase sinistra e estranha
1 - Uma mulher morre e só um dos 14 vizinhos desconfia?? 2 - A decomposição dos corpos não deitou cheiro?? 3 - O cão, que estava na varanda, não ladrou incessantemente?? 4 - As finanças leiloam a casa de uma pessoa por €30.000 por uma dívida de menos de €1500 (presumivelmente o IMI)?? 5 - A diferença reverteria para quem?? Não digam que é tudo lucro para as finanças porque nesse caso teríamos um Estado oficialmente ladrão! Reporta-se uma pessoa como desaparecida e a GNR coça a barriga, e o Tribunal não faz nada mesmo depois da vizinha (uma idosa) ir lá 13 (!) vezes?? Mas afinal andamos a ser sodomizados com impostos para pagar «profissionais» destes??