quinta-feira, junho 25, 2009

BRITISH AIRWAYS, WILLIE WALSH, TAP


Se o presidente executivo da British Airways, Willie Walsh, consegue arrastar 7000 a um voluntarismo salvífico, poderia Fernando Pinto arrastar outros tantos milhares que fizessem a diferença e salvassem a TAP mais depressa?! Seria modelar, até porque poderia ser transposto para os mais altos cargos públicos como o de Primeiro-ministro. Contas públicas desastradas? Défice descontrolado? Despesa pública astronómica? Privação temporária de salário!: «A British Airways (BA) anunciou hoje que 7000 trabalhadores voluntariam-se já a trabalhar sem receber salário durante um curto período de tempo, numa tentativa para assegurar a sobrevivência da terceira maior companhia aérea da Europa.»

Sem comentários: