terça-feira, junho 16, 2009

SOARES E O PALEIO DA INGOVERNABILIDADE

De modo nenhum se pense que a Soares preocupa Portugal. A ingovernabilidade que o preocupa é a da perda de tachos e cunhas abertas de longa data pelos quais os seus apaniguados políticos, filhos políticos, sobrinhos e enteados políticos, vêm mamando no Estado, dentro de uma lógica grosseira de benefício perpétuo dos mesmos em circuito fechado perpétuo, tudo em muito segredo e muito em silêncio. Veja-se como o Governador do Banco de Portugal, o mais bem pago entre os congéneres do mundo inteiro, estrebucha de zelo pela manutenção do seu lugar como não o vimos estrebuchar de escândalo na sua flácida supervisão! Ora, como as Eleições têm o dom democrático de sanear certa insânia-cizânia anti-mérito e como do que Portugal necessita é mesmo de Competência e Lisura nos políticos e não de Esperteza e Reles Avidez neles, Mário Soares, com a sua pseudo-ética putrefacta republicana, assim com outros, já se afligem com a limpeza moral que os aguarda. Este PS sem escrúpulos nem sentido democrático, mas só sentido corporativo e de facção, precisa da lição da sua vida, partido tóxico de todos os oportunismos e de todas as venalidades. Nunca aconteceu nada de mais nocivo e devastador para os interesses de Portugal que a lógica Ali Babá no cerne ilimitadamente perverso, perdulário e desonesto, de esta legislatura. Soares é faccioso, cansativamente claudicante no plano da honestidade intelectual. É uma espécie de Padrinho, um Craxi português e tem gosto nisso, convencido de que o não topamos quando se entretém a ser eminência parda. Nada de aflições com o crescimento salutar do BE e do PCP. É bom que se perceba que estes homens (eis o que interessa!) são moralmente sólidos e patrióticos e depois as suas políticas, caso a caso, negoceiam-se, de preferência de um modo tenso e criativo, sem as imposições atabalhoadas e primitivas a que esta legislatura assistiu por parte do Partido Absoluto do Poder que Espatifa com Tudo na Educação, mas Salva a Face. Estes partidos, PCP e BE, podem ter uma tonelada de preconceituosos olhares sobre si, mas os seus elementos ainda estão virgens de vícios-PS, ainda estão isentos da vertente Ronceira de Regime e serão certamente escrutinados conforme este PS perversamente não permite ver-se escrutinado. BE e PCP, certamente colocarão Portugal e os Portugueses em primeiro lugar e nunca se coligarão com o partido de Extrema-Direita das grandes Gamelas para Amigos e Entorses Democráticas chamado PS Socratinesco. Tal PS que se ingoverne, que perca em toda a linha e atravesse o longo deserto da depuração. Processos fascizantes em plena democracia, Não!!! Mentiras e papões propalados com infinita desonestidade intelectual, Não! Estamos cansados da Retórica Social em gente que toda a vida encheu os bolsos e cagou majestaticamente para a componente social da Política e da Economia, ratos de esgoto ávidos como mangustos. Há limites para tentar branquear a história recente, lançar equívocos e desonesta desinformação: «A probabilidade de, nas próximas eleições legislativas, Portugal se poder tornar ingovernável é alta e perigosa para a democracia.» Mário Soares, “Diário de Notícias”, 16-06-09

4 comentários:

Planetas - Bruno disse...

Estamos Anarquicos hoje...!

joshua disse...

Planetas-Bruno, há que sacudir as águas.

Daniel, o lobo mau também se mudou em avó para te comer melhor. Prepara-te para a táctica de última hora em JS: uma imagem canonizada e normal para nos comer melhor.

100anos disse...

A respeitável carcassa falou !
Depois de ter metido o socialismo na gaveta e de ter atirado fora a chave, a peça de arqueologia lembrou-se agora de defender Sócrates, que nem sabe o que é isso do socialismo.
Porreiro, pá !

Lura do Grilo disse...

O senador-mor, que se sentiu como um passarinho a quem abrem a gaiola quando o despediram de PM, quer lá agora ver alguém. Amigos de Peniche ...