quarta-feira, junho 17, 2009

A NOVA BURLA DA HUMILDADE

Agora que a imagem do Chávez português sofreu a plástica das plásticas porque depois de se ter manifestado como o Grande Chato das Tiranias aparece agora de repente como o Grande Humilde das MegaBurlas, conviria não dar argumentos nem ajudas involuntárias a esse grande saco de falsificações. Bem vistas as coisas, tal risco corre a Moção do PP. É um grande mistério que a burla a Portugal tenha subsistido quatro anos pejados de desonestidades políticas e humanas, de gato por lebre no plano da sensibilidade social, uma vez que a classe média foi desmantelada e deixada exangue. Impressiona que se tenham passado quatro anos da marreta dos Anúncios e dos Fingimentos de Acção governamentalesca, de flops sucessivos, de grandes princípio gerais de política económica esbulhatória da população, formas de exercer o poder pela trupe governamentalesca na verdade despreziva das pessoas e da sua inteligência. A Moção de Censura é, pois, natural, mas extemporânea. Todo o cuidado é pouco com uma casta de gente sem escrúpulos, mentirosa por deformação, manipuladora e violenta, trauliteira e dupla, conforme nos ilustrou ser Vital, o grande Títere do Dono Ventríloquo. Se é capaz de mudar o facies, o tom e a atitude, num pronto só para tentar seduzir o eleitorado, do que não será capaz, se lhe derem o mínimo pretexto para vitimizar-se?! Esta nova pele de cordeiro chamada Humildade por cima do pêlo de lobo natural e devastador que é o sr. Sócrates não lembrava ao diabo e o diabo aliás certamente rebola de riso com estas tácticas rasteiras ridículas: «O CDS-PP confronta hoje o Governo com uma moção de censura destinada a demonstrar “os erros próprios” do Executivo e a “apresentar alternativas”, uma iniciativa que terá chumbo assegurado por parte da maioria socialista.»

2 comentários:

Anónimo disse...

Ah... chavez? Mas entao o socrates nao é um fascista como dizem os comunas? Fico confuso..

antonio ganhão disse...

A mistificação quanto a mim não resultou!