quinta-feira, dezembro 29, 2011

MAIS UM PADRE NA MISSA NEGRA NORTE-COREANA

Suspeito que Kim Jong-il já estava morto há meses, mas a organização das exéquias, dos choros em massa bem coreografados naquele histerismo treinado ao espelho, exigiu um compassito de espera. Pode dizer-se que festa funérea correu muito bem: «Kim Jong-un, filho do falecido Kim Jong-il, foi nesta quinta-feira aclamado em Pyongyang como o novo “líder supremo do Partido, do Estado e do Exército” da Coreia do Norte.» Público

Sem comentários: