sexta-feira, dezembro 30, 2011

NELO VINGADA, PRÍNCIPE EM DALIAN, CHINA

«Nelo Vingada, actualmente [...] na cidade litoral de Dalian, na China. Cumprida meia época ao serviço do Dalian Shide, [...] prepara-se para iniciar nova temporada pelo mesmo emblema. "É a equipa que ganhou mais campeonatos profissionais na China, mas nos últimos anos não tem andado grande coisa", conta sobre o Dalian Shide, clube detido por um "gorduchinho" que tem um banco e as maiores fábricas de PVC da China. Vingada não é o único técnico português actualmente no país mais populoso do mundo. Jaime Pacheco e Manuel Barbosa também andam por lá. Nesta entrevista, o antigo técnico da Académica e Marítimo conta-nos não apenas a sua experiência no Extremo ORiente, mas um pouco do que viveu pelos países tão diferentes por onde já passou. [...] Está desde Julho na China. Está a gostar? Sim. Tenho sido muito bem tratado. As pessoas fazem uma ideia errada da China, imaginam os chineses a andarem de bicicleta e não é nada disso. Conduzem grandes carros, moram em casas óptimas, os aeroportos são todos novos, os hotéis fantásticos, os estádios onde vamos jogar com altíssimas condições, tudo ao mais alto nível. É claramente um país em crescimento... Nunca vi tanto dinheiro nas mãos das pessoas. Os supermercados e os centros comerciais sempre cheios. Há ruas inteiras só com lojas de marcas. Compram, compram... Em Dalian não se vê pobreza, há lá fábricas da Goodyear, da Intel e da Volkswagen. Os chineses têm excedente de dinheiro e querem aplicá-lo. Acho que vão ter um papel importante na recuperação da crise europeia. E de portugal também. Já vão comprar parte da EDP...» Nelo Vingada, entrevista a Ana Proença, in O Jogo, Quinta-feira, 29 de Dezembro, 2011

Sem comentários: