domingo, novembro 22, 2009

«COMO UM JOY-STICK OLEADO E ARDILOSO»

Poesia como quem não quer a coisa e, meio a brincar, sublima qualquer uma.

Sem comentários: