terça-feira, novembro 10, 2009

SÓCRATES SALVO DO LIXO

In extremis, mas salvo. Apesar do alívio destrutor no anúncio do SJT, as cinquenta cassetes não precisam ser sacrificadas a bem da impunidade vigente e a mal da nossa vida pública. E não pelo simples facto de as escutas terem sido, na verdade, a Vara, com Sócrates dentro, mas apenas por casualidade. Mais que isto só se for o costumeiro pulverizar de areia sobre as nossas estruturas oculares, a começar pelo espécimen amancebado com o poder aqui ratado. Portanto, nunca houve escutas a Sócrates. Eram a Vara. Sócrates aparece colateralmente? Ok. A coisa melindra o PM? Azar! As escutas não podem ser anuladas porque não lhe eram dirigidas. A STJ e a PGR ou estão senis ou então com uma camada do da Bairrada, além de um medo que se pelam já se sabe de quem. Grande João Eduardo Severino! Resta-nos conhecer o respectivo recheio das cinquenta e esperar que a Vulgaridade em Vigor nos desampare a loja nacional.

5 comentários:

H. Sousa disse...

Só pode ser chantagem à máfia...

joãoeduardoseverino disse...

Obrigado Joshua pelo destaque e já agora, sou João... :)

antonio ganhão disse...

O país já está no lixo... as cassetes não vão sentir a diferença!

Anónimo disse...

Um dia destes a velha feia (MFL) dá tilt...
Ahahahahah...

Anónimo disse...

Nem mais nem mais, nesse caso não se aplica o artigo 11º do CPP, decisão em contrário só pode ser politica. Mas o MP para prevenir essa situação já começou a enviar as certidões aos bocaditos, não va o Diabo tecelas e os Srs. Juízes do STJ usarem de malevolência em ultimo grau para com o processo.