terça-feira, novembro 17, 2009

E ANTES DA BÓSNIA? PORNOGRAFIA!


Uma das formas de descontração que é permitida aos jogadores antes do próximo embate é a leitura de transcrições das escutas no âmbito da Face Oculta. A táctica é simples: divertir e instruir os jogadores, apesar da pornografia política que mesmo Figo foi chamado a apoiar em devido tempo. Isto é, surgiu a apoiar Sócrates nas últimas legislativas dizendo dele o que Maomé diz da carne de cabra. Nas escutas, os intervenientes estão sempre fora do jogo e marcam sempre na própria baliza, mas o árbitro de todas as vezes anula os golos. Dizem os dirigentes que o princípio é estimular os jogadores contra a Bósnia, criando um espírito de resistência às piores dificuldades. De resto, a Selecção Portuguesa já não é o que era. Antigamente ainda era possível enfronhar-se um povo inteiro na doce alienação de não pensar em mais nada senão no próximo jogo e tal. Hoje, a fé é pequena. Selecção = Portugal. Portugal = Líderes corruptos que não se mancam. Líderes corruptos que não se mancam = a luvas do guarda-redes Eduardo. Luvas do guarda-redes Eduardo = a Armando Vara. Armando Vara = o amigo Joaquim. O amigo Joaquim = a Sócrates. Sócrates = a Pinto Monteiro. Pinto Monteiro = a Noronha Nascimento. Noronha Nascimento = inJustiça. inJustiça = a Corrupção Impune. Corrupção Impune = a Freeport arquivado na Inglaterra. Freeport arquivado na Inglaterra = Mundial da África do Sul. Mundial da África do Sul = Portugueses mortos em grande número. Portugueses mortos em grande número = a Face Oculta. Face Oculta = a sucata. Sucata = a Godinho. Godinho = a Vara. Vara = a Sócrates. Sócrates = a Zero. Há quem tema que ficaremos arredados do Mundial. A única coisa que sabemos é que a Selecção Portuguesa já não é o que era. E há, como se percebe, muita coisa a puxar para baixo. Quem dá má fama a Portugal, um país ainda mais pelintra e ainda mais pobre?! Essa malta corrupta descaradamente optimista que toda a gente escuta e cujo cu já toda a gente viu.

1 comentário:

Anónimo disse...

Dá que pensar como não podemos descer mais fundo! abraço