terça-feira, novembro 24, 2009

VIRULÊNCIA E PATERNALISMO


Calma, PSD, que para Soares ainda há esperança! O assalto aos orçamentos de Estado ainda é possível um dia destes ao PSD, saciados os empregados de este PS-Governo, agência de empregos, tachos e toda a sorte de sinecuras para os "seus" "nossos" "deles". A velha alternância PS/PSD é vital para a devastação do Presente e o comprometimento do Futuro. Os chamados Partidos do Meio ainda não acabaram de sugar os cidadãos e de atrasar o verdadeiro desenvolvimento e bem-estar das pessoas ainda crédulas e embrutecidas com migalhas e enganos. De resto, enquanto houver casos torpes e sistemática inconsequência rançosa justiciária, o "pluralismo" do saque e a morredeira moral do Regime estão assegurados porque o estarão PSD e PS, apesar de si mesmos. Paternalista da liberdade e obamista à falta de melhor, com uma imensa capacidade de prospecção rendosa para si, Soares é toda uma fantasia de um socialismo que lhe correu especialmente bem. Isto pertence aos audazes da oportunidade, como ele. Tudo na mesma. Tudo igual. A «virulência» do Pulido e o melhor dos mundos para Soares, el-rei republicano de um País escavacado entrando alegremente pelo cano.

1 comentário:

Quint disse...

Velho camarada, o problema é que nas alas as opções são uma bosta!