domingo, novembro 22, 2009

OBESO POR DENTRO E POR FORA

Nunca pensei ter de escrever isto, mas para além de um JPP interessante e vivo, amante da pedantaria dos livros e também dos livros sem pedantaria; para além de um JPP ensimesmado naquele onanismo perpétuo, lambendo-se continuamente até à náusea de se pensar elite, afinal ideologicamente pífia, moralmente falida, politicamente fracassada, há ainda um outro JPP insuportável e cretino, indubitavelmente complacente com Corruptos e Corruptores, dando uma volta de 180º na puta da sua intelectualidade pedante e decadente, ainda para mais na negra hora actual. O JPP que se pode ler aqui. De vómito! Como se o pior dos problemas fosse a violação do segredo de Justiça e não a violação moral dos portugueses e a traição dos seus interesses por parte de alguns responsáveis nos partidos e deles destacados membros. Aos portugueses tem sido sonegado um desenvolvimento e uma dignificação laboral ao nível dos países mais avançados por razões que a Razão condena. Partidos vítimas de quê, José Pacheco Pereira?! Obesamente dependurado no Parlamento e enfeudado nos media, cana rachada e agitada pelo vento, esse JPP degrada-se na socratolândia e banaliza-se inteiramente. Sal que não salga. Luz que não ilumina. Até quando suportaremos essa espécie de Bardo Moraleiro de um Regime Moribundo, umas vezes paranóico anti-PS outras amplamente conivente com ele?! Que vergonheira foi aquela do PSD, na passada sexta-feira, com o trambolho da "avaliação"?! Quem foi o estratega que fez o PSD atraiçoar o voto de tantos milhares de portugueses fartos de quatro anos de deriva insana por esse célebre narcisista Sapateiro Imagopata, ao leme do Governo de Portugal?! A quantas "tempestades perfeitas" nos querem submeter, afinal?!

1 comentário:

joãoeduardoseverino disse...

Excelente, Joshua. De estalo. Do melhor que alguém poderia escrever sobre a vergonhosa e presunçosa pança de JPP que encerra toda a aliança mal-cheirosa com o socratismo através dos canais intestinais e sinuosos da política mais tachista e imbecil.
Parabéns, meu caro. Abraço.